TEATRO SANTA ISABEL, O TEATRO MONUMENTO


O Teatro de Santa Isabel (TSI), inaugurado em 1850, é hoje um dos 14 teatros-monumento do país reconhecido como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, título que ganhou em 1949. Sua história tem páginas repletas de óperas, dramas, concertos, comédias, torneios de oratórias, solenidades cívicas e políticas, bailes, festas e jantares. O teatro tem sido um palco para o Recife, em todos os aspectos: políticos, sociais e culturais. O TSI tem ainda o privilégio de ser, junto com o Palácio do Campo das Princesas e o Palácio da Justiça de Pernambuco, parte dos belíssimos exemplares da arquitetura neoclássica que emolduram a histórica Praça da República, bem no coração da Ilha de Santo Antonio, centro do Recife.



Em 165 anos de existência, o teatro já passou por três reformas. A mais recente foi concluída em 2002 e consumiu recursos da ordem de R$ 8,5 milhões. A arquitetura neoclássica do início do século XIX está agora aliada à modernidade. A reforma fez uso da tecnologia que permitiu inovações na estrutura do teatro e no conforto para os espectadores. A arquitetura original está preservada, mas novos recursos tecnológicos foram implantados como ar-condicionado para todas as áreas do teatro, varas automáticas para luz e cenário, cabine de som e luz informatizados.



Além do hall, camarins, palco, galerias, o teatro oferece entre suas belas instalações o Salão Nobre, local perfeito para realização de saraus literários e concertos de câmara, assim como a cafeteria com design atual e detalhes de época, que proporciona ao visitante um delicioso cardápio de cafés e lanches rápidos. O teatro também é sede da Orquestra Sinfônica do Recife.