PROJETO "PELAS RUAS QUE ANDEI" NO RECIFE - I



No dia do aniversário do Recife, Alceu Valença comenta a letra da música "Pelas ruas que andei", escrita na década de 1980, em homenagem à cidade, e mostra um frevo inédito, "Calendário vazio". Ele é o primeiro convidado do projeto "Pelas ruas que andei", do Viver, em comemoração ao aniversário de 477 anos do Recife e de 479 de Olinda, no dia 12 de março. A cada quarta-feira, novos textos e vídeos com histórias por trás das composições e as relações dos artistas com as cidades, além de sessões de fotos e outras faixas para audição.



Nascida e criada nas ladeiras de Olinda, a Academia da Berlinda faz um tour nos principais pontos turísticos da Cidade Alta. A banda é convidada do projeto "Pelas ruas que andei", do Viver, em comemoração ao aniversário de 477 anos do Recife e de 479 de Olinda, no dia 12 de março. A cada quarta-feira, novos textos e vídeos com histórias por trás das composições e as relações dos artistas com as cidades, além de sessões de fotos e outras faixas para audição. Clip "A gringa"(Academia da Berlinda)


Silvério Pessoa fala sobre verticalização, mobilidade e a paixão pelo Recife, cidade que adotou na adolescência, quando deixou Carpina, na Zona da Mata Norte, no nono vídeo da série Pelas ruas que andei. 

Alceu Valença, Academia da Berlinda, Fred Zeroquatro, João do Morro, Almir Rouche, Geraldinho Lins, Bande Dessinée e Claudionor Germano já participaram do projeto.

.