PROJETO BIKE PE - RECIFE

Projeto Bike PE vai disponibilizar 700 bicicletas para o Grande Recife


Ao todo, 70 estações devem ser instaladas até outubro deste ano.
Serão 60 no Recife, cinco em Olinda e cinco em Jaboatão dos Guararapes.

Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes vão contar com o primeiro sistema intermunicipal de compartilhamento de bicicletas do Brasil a partir deste ano. Até outubro, 70 estações deverão ser implantadas em 20 bairros das três cidades, abrigando as 700 novas bicicletas do projeto chamado Bike PE. O centro do Recife já conta com oito estações do projeto instaladas.

A iniciativa foi divulgada nesta quinta-feira (23) e é uma parceria entre o Governo do Estado de Pernambuco, as prefeituras do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, Banco Itaú e Serttel. De acordo com o secretário das Cidades, Danilo Cabral, o projeto vai abarcar as necessidades de 13% da população, usuária de bicicletas para transporte ou lazer, e foi definido sem esquecer do diálogo com as partes mais interessadas. "Fizemos uma conversa, chamamos os cicloativistas, fizemos isso de forma coletiva. Essa interação nos ajuda a superar esse enorme desafio de garantir mobilidade urbana sustentável. Este projeto é sustentável e ambientamente adequado", afirma.

Para o presidente da Samba/Sertell, empresa responsável por implantar o projeto, Ângelo Leite, a vontade de trazer a bicicleta pública para o país vem de longa data. "Desde 2008 incorporamos o sonho de trazer a iniciativa para o Brasil e mostrar que é possível trazer soluções que possam modificar o ambiente urbano e a visão que todo mundo tem dele", declarou. Ângelo afirmou, ainda, que mesmo que não seja possível em todos os casos, os locais das estações vão dar preferência às vagas de estacionamento na rua. "Orientamos que as bicicletas sejam postas nas vagas dos carros. É um aproveitamento muito melhor; um carro pode virar dez bicicletas", disse. Ele disse também que as estações que forem instaladas nas calçadas não devem trazer prejuízos aos pedestres.

Os equipamentos estarão disponíveis à população durante todos os dias da semana, das 6h às 22h. A bicicleta poderá ser usada por 30 minutos seguidos, e o ciclista pode usar quantas vezes quiser ao longo do dia, desde que devolva o equipamento a uma das estações por um período de pelo menos 15 minutos. Para utilizar o sistema, o usuário das bicicletas deverá fazer um cadastro prévio pela internet. Um aplicativo do Bike PE está disponível para Iphone e Android.

O custo do serviço será de R$ 10 mensais. Para os usuários do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM), o valor será de R$ 10 ao ano. Danilo Cabral conta que esta é uma das grandes vantagens. A ideia é favorecer ainda mais a interação entre os tipos de transporte público modais", afirmou. Para cada meia-hora excedente, será cobrada uma taxa de R$ 5. Serão 60 estações no Recife, cinco em Jaboatão e cinco em Olinda. Cada bicicleta vai ter uma apólice de seguro que prevê a cobertura para o usuário em caso de acidentes ou danos a terceiros.

O serviço vai funcionar de forma semelhante aos projetos Bike Rio - que tem cerca de 150 mil usuários, implantado em 2011 - e Bike Sampa - maior compartilhamento de bicicletas do país, implantado há um ano e que já conta com 100 estações e mil equipamentos.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2013/05/projeto-bike-pe-vai-disponibilizar-700-bicicletas-para-o-grande-recife.html

.